Saiba como lidar com pessoas difíceis no trabalho


Complicado administrar relacionamentos no trabalho não é mesmo?
Revendo os meus arquivos encontrei as 10 dicas para lidar com pessoas difíceis do Dr. Rick Brinkman e do Dr.Rick Kirschner, médicos e consultores, co-autores do best-seller Como lidar com pessoas difíceis, esse livro vendeu mais de 300.000 exemplares em todo o mundo.

Confira abaixo um resumo:

TANQUE DE GUERRA
Para lidar com este tipo, que é agressivo, rude, escandaloso e poderoso, é preciso impor respeito. Mantenha- se firme, mas não contra-ataque. O melhor é demonstrar autoconfiança e concentrar-se na síntese do problema, além de deixar claro que vocês estão do mesmo lado.


ATIRADOR DE ELITE
Dissimulado, ele não esbraveja, prefere usar a sabotagem e comentários depreciativos. Este perfil exige que você aponte os holofotes, ou seja, coloque-o em evidência, tirando-o da toca. Então, proponha um futuro civilizado. Se ele se tornar um tanque, use a mesma estratégia para este tipo.


GRANADA
Ele tem acessos de raiva e fúria desproporcionais às circunstâncias, mas que geralmente são em função da insignificância dada a ele. Mostre sua preocupação ao falar com ele, mas pode usar um tom de voz mais alto ao pronunciar o nome dele, porém sem agressividade. Responder com raiva é como apagar incêndio com gasolina.


SABE-TUDO
Essa pessoa sabe 98% de tudo, fala horas sobre qualquer tema, porém não ouve os demais. É importante que você também esteja completamente a par do assunto. Neste caso, será necessário retroceder em alguns momentos. Resista a combatê-lo tornando-se também um sabe-tudo. Seja paciente, flexível e esperto ao apresentar suas idéias.


ELE PENSA QUE SABE
Induz facilmente os outros ao erro, pois é convincente na argumentação, mesmo não tendo domínio sobre o tema. Na verdade, necessita de atenção, então, dê. Reconheça a boa intenção dele e foque no que realmente interessa, entretanto sem ser ameaçadora, resistindo à tentação de constrangê-lo. Mostre alternativas e o coloque ao seu lado.


PESSOA-SIM
Concorda rápido, age lentamente e deixa um rastro de desculpas por promessas não cumpridas, tudo fruto da falta de organização. Fale francamente sobre sua postura, mas sem ser ofensiva, e elogie sua honestidade. Depois de entender por que não cumpre as promessas, faça um planejamento com ela, inclusive com cronograma de atividades, e comemore a cada etapa vencida.

PESSOA-TALVEZ
Não consegue tomar nenhuma decisão quando é algo importante. Não gosta de pedir ajuda para não ‘incomodar’ ou deixar os outros ressentidos, nem quer ser portador de más notícias. Estabeleça uma zona de conforto e a mantenha motivada. Para lidar com ela, deixe de lado a impaciência, irritação e pressão.

PESSOA-NADA
Esta é invisível, ninguém sabe o que se passa pela cabeça dela, feedback não entra na sua rotina. O silêncio pode ser uma forma agressiva que ela escolheu para se expressar. A idéia é quebrar o gelo, e para isso não tenha pressa, faça perguntas abertas (não podem ser respondidas com apenas um sim), mostre a ela que o silêncio pode ter conseqüências negativas.

PESSOA-NÃO
Indolente e desencorajadora, esta pessoa leva os outros ao desespero por causa do seu pessimismo. A melhor forma de lidar com ela é deixando o trabalho fluir e aproveitar na negatividade dela informações valiosas que somente uma visão pessimista consegue enxergar.
  
RECLAMADOR
Mergulha de cabeça nos problemas, reclama incessantemente e para ela tudo está sempre errado. Neste caso, você terá, ainda que isso lhe custe muito, ouvir suas queixas. Calma, anote os pontos principais, assuma o controle e direcione o foco para a solução. Como ela generaliza as reclamações, mande que seja objetiva e só depois volte a falar com ela sobre o assunto. Agora se isso persistir, você deve impor limites com mais rigor.


Onde encontrar:
Aprendendo a lidar com pessoas difíceis 
Dr. Rick Brinkman e Dr. Rick Kirschner

Comentários

  1. ARRENTE PENSA QUE SABE DE TCHUDO MAS DESPOIS DA LEITURA DESTE BROG DEU-ME PARA ENTENDER-TE

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Portal Primus FM: fique por dentro